“Quero apenas agradecer”

Imagem

Hoje (04/02) completo mais um ano de vida e início mais um. Já se foram 38 anos!!! Quantos mais serão? Não sei…creio que Deus sabe.

Mas, hoje, eu quero agradecer:

– Ao Deus trinitário, pela graça e paz, e pela vida com propósitos e desafios.
– À minha família, pela sustentação em amor.
– Aos meus irmãos e irmã, pelo carinho, amizade e conforto.
– À minha mãe, pela presença marcante. A meu pai, que na sua ausência também marcante, ainda me inspira a viver com caráter e ética.
– Aos amigos, virtuais e físicos, que se somam à minha história de vida.
– À minha comunidade religiosa, que me dá força e motivo para seguir a fé.
– Ao meu trabalho, que me dá oportunidade de servir ao meu País e aos meus compatriotas.
– À vida, que me desafia a ser integralmente humano e carente, e me ensina encarar os outros à minha volta também como humanos e carentes de um amor que eu posso demonstrar.

Enfim, como diria um dos meus grandes mestres inspiradores: “Posso todas as coisas naquele que me fortalece”… “Eu sei em quem tenho crido”!

Que você, meu amigo e amiga, seja tão grato quanto eu sou por poder acordar todos os dias e ver o sol nascer em mais um dia em que posso desfrutar a vida! Vida que pretendo viver por mais um bom tempo, tentando cumprir minha missão: SERVUS SERVORUM DEI.

“Deixa a vida me levar!”

Imagem

“Deixa a vida me levar, vida leva eu”, esse tem sido o refrão mais lembrado nos últimos tempos. Você acha que é apenas por conta da música? Nada disso! Essa tem sido a cultura do nosso tempo, onde as pessoas já não se sentem muito responsáveis por aquilo que fazem ou não se acham responsáveis por um futuro melhor. Essa frase reflete muito bem a realidade que vivemos, que prega que a vida deve ser vivida sem nenhuma preocupação com o amanhã ou com o próximo.

Mas, sabemos que não é bem assim. A vida exige compromisso com a própria vida. Se sonhamos em ter um final feliz, precisamos fazer as escolhas certas agora. Se desejamos um futuro melhor, isso depende de nossas escolhas no presente. Não podemos, simplesmente, deixar o “barco” da vida navegar sem rumo e sem direção.

Assuma o controle da sua vida. Faça as escolhas certas. Pense antes de agir. Reflita antes de falar. Se coloque no lugar do outro antes de tomar alguma atitude.

Assim, garanto que o seu futuro (que é amanhã mesmo!) será melhor e durante a sua vida você colherá sempre o fruto da melhor semente que você plantar hoje.

Deus abençoe sua vida e a sua família!

Dê provas do seu amor. Mesmo que pequenas provas…

Imagem

“Se você ama alguém de verdade, é melhor que esse alguém saiba disso agora. Não perca tempo, nem o momento, para fazer feliz quem te faz feliz.”

Essa frase, retirada de uma música da banda gospel Fruto Sagrado, demonstra a importância de declararmos os nossos sentimentos. Ela sugere algo prático, que deve ser evidenciado no dia-a-dia, mesmo nas ações mais simples.

Facilmente nos perdemos em meio a tantos afazeres – no corre-corre – e acabamos perdendo essa dimensão dos gestos de afeto pelas pessoas com as quais convivemos.

Desafie-se, durante esta semana, a demonstrar os seus sentimentos de maneira prazerosa e amorosa. Você vai ver: sua vida ficará um pouco melhor! E, a vida da outra pessoa também!

Deus abençoe sua vida!

Vivendo com disciplina, vivendo melhor!

“As disciplinas da vida convocam-nos a sair da superfície e morar nas profundezas”. Essa frase do Pastor Richard Foster nos revela muito bem qual o propósito de uma vida que busca experimentar o melhor e ser o melhor em que tudo que se propõe a fazer.

Uma vida conscientemente disciplinada (horário para acordar e dormir; horário de expediente; tipo de alimentação; organização pessoal ou orçamentária; entre tantos outros exemplos) é capaz de conduzir uma pessoa ao contentamento, libertando essa pessoa da escravidão sufocante do dia-a-dia.

Uma vida sem disciplina (ou uma disciplina forçada!), por outro lado, leva a pessoa à mediocridade, a simplesmente reagir a estímulos, a viver desmotivada e não buscar novidade.

Pense nisso durante esta semana. Verifique uma área da sua vida que ainda precisa ser organizada/disciplinada e faça alguma coisa para que a mudança aconteça.

Deus abençoe a sua vida e a sua família!

“Este barco também é seu.”

Capitão-de-mar

A história que o Capitão-de-Mar-e-Guerra Michael Abrashoff conta, enquanto comandava o USS Benfold, discute as tendências contemporâneas sobre liderança e gestão de pessoas, vivendo os desafios dos relacionamentos e da valorização do ser e não do sistema em si.

As lições são apresentadas ao mesmo tempo em que o Comandante narra as suas experiências.

Se você exerce um posto de liderança, seja onde for e como for, não deixe de meditar nas lições apresentadas neste livro. Elas revolucionaram  anos atrás e são capazes de revolucionar ainda hoje.

Saia da mesmice!

simplicidade

É verdade, o ano está começan e é tempo de avaliar o ano que passou e planejar o próximo!

Se eu pudesse lhe dar um conselho, seria o seguinte: “Faça diferente e seja a diferença em 2014! Tente sair da mesmice; aproveite as oportunidades para fazer algo novo; não desperdice o tempo; pense em você e nas pessoas a sua volta!”

Assistimos a todas as cerimônias em homenagem ao Nelson Mandela, não é mesmo? Mas, o que ele fez de tão surpreendente? A resposta é muito simples: ele decidiu fazer a diferença no seu tempo. Por isso, marcou a história e deixou inúmeros legados.

E você, não quer fazer o mesmo? Não precisa querer mudar o Mundo… se esforce para mudar pelo menos o “mundo” ao seu redor!

Aproveite o restante do ano e pense na vida. Você não vai desperdiça-la, vai?

Deus abençoe sua vida e o seu trabalho.

Que imagem você tem de Deus?

Criação

“O retrato que temos de Deus influencia nosso relacionamento com Ele e com os outros”, sabia disso?

Mas, de fato, qual é a imagem que você tem d’Ele? Como você acredita n’Ele? Deus tem lugar na sua vida? Você acredita, de fato, que Deus conduz todos os aspectos da sua vida?

Estas são perguntas fundamentais da fé e da existência. Você precisa saber responde-las ou, então, precisa rever suas respostas.

Revise seus conceitos sobre Deus e o que Ele significa para a sua vida. Isso é muito importante! No entanto, Deus sempre será Deus. Ele sempre conduzirá a minha e a sua história. Ele é Todo-poderoso e é dessa forma que Ele conduz a nossa existência.
Creia n’Ele!

OVERTRAINING E IMUNOSSUPRESSÃO: AS INFECÇÕES DO TRATO RESPIRATÓRIO SUPERIOR E AÇÕES PREVENTIVAS IMUNOESTIMULADORAS. – Parte 2

  O sistema imune compreende uma numerosa e complexa rede de células que respondem a variados tipos de estímulos, provocando inúmeras respostas diante do ataque de bactérias, fungos, vírus, por exemplo. Estas respostas envolvem, no primeiro momento, o reconhecimento do patógeno e, em segundo lugar, a resposta de combate a este invasor, eliminando-o do organismo. De modo geral, “a função primária do sistema imune consiste em eliminar os agentes infecciosos e minimizar o dano que eles podem causar ao organismo”[i].

Os diferentes tipos de resposta resumem-se a duas categorias: a resposta imune inata (conduz as respostas mais rápidas e não-específicas frente ao invasor – p.ex.: inflamação) e as respostas imunes adaptativas ou humoral (caracterizada pelo seu poder de seleção e especificidade diante de um determinado patógeno).

As inúmeras células de defesa do organismo podem ser divididas em grandes grupos: linfócitos (células B, T, NK), fagócitos (neutrófilos, eosinófilos), células auxiliares (basófilos, mastócitos, plaquetas) e células teciduais, todas com características e funções específicas dentro da complexa estrutura do sistema imune.

A influência que a atividade física, a nutrição, o estresse mental ou outros fatores relacionados ao estilo de vida tem sobre o contexto do sistema imunológico, principalmente, quando se relaciona à intensidade, ao volume ou à duração do exercício com um maior risco de incidência das infecções do trato respiratório superior (ITRS) ou outros tipos de infecções, tem sido alvo de vários estudos científicos. No mais recente posicionamento de Walsh e colaboradores (2011), os pesquisadores afirmam que mais de 95% das publicações a respeito de “exercício” e “sistema imune” (cerca de 2.200 publicações) foram realizadas desde a fundação da International Society of Exercise and Immunology (ISEI), em 1989[ii].


Notas:

[i] Roitt, I.; Brostoff, J.; Male, D. Imunologia. 6 ed. São Paulo: Manole, 2003. p. 1.

[ii] Walsh, N.; Gleeson, M.; Shephard, R.J.; Gleeson, M.; Woods, J.A.; Bishop, N.C.; Fleshner, M.; Green, C.; Pedersen, B.K.; Hoffman-Goetz, L.; Rogers, C.J.; Northoff, H.; Abbasi, A.; Simon, P. Position Statement: Part one: Immune function and exercise. Exerc Immunol Rev. 2011;17:6-63.

Em breve mais…

OVERTRAINING E IMUNOSSUPRESSÃO: AS INFECÇÕES DO TRATO RESPIRATÓRIO SUPERIOR E AÇÕES PREVENTIVAS IMUNOESTIMULADORAS. – Parte 1

Imunidade

“A influência que a atividade física tem sobre o contexto do sistema imunológico tem sido alvo de vários estudos científicos, principalmente quando se relaciona a intensidade, volume ou duração do exercício à incidência das infecções do trato respiratório superior (ITRS), associadas ao aumento do hormônio cortisol, durante as atividades de longa duração e/ou grande intensidade.

Alguns estudos têm demonstrado que o aumento da concentração de cortisol e/ou a diminuição da IgA salivar ou nasal reduz a resistência do sistema imune às infecções, o que se coloca como um risco ao atleta mais envolvido em treinamento de alto nível, de longa duração e de alta intensidade.

A atividade física pode resultar em respostas tanto positivas como negativas à imunidade, dependendo da intensidade, do volume e da duração do exercício a que o indivíduo é submetido. Por um lado, durante atividades físicas intensas, longos períodos de treinamento intenso ou overtraining, verifica-se o aumento da susceptibilidade a infecções. Por outro lado, exercícios físicos de intensidade moderada estariam relacionados com a melhora do sistema imunológico, com redução da incidência de ITRS.”

Em breve mais….

COMEÇO DE ANO…VOLTA AOS TREINOS.

Nos últimos anos a rotina tem sido a mesma: depois de um período de férias, de merecido descanso, volto aos treinamentos de corrida. No início, achava que eu poderia começar alto – como dizemos no meio dos corredores – com treinos pesados e grandes quilometragens, como se eu tivesse feito o último treino no dia anterior, mas, na verdade, foram 30 dias sem “colocar o pé no asfalto”.

Por isso, aprendi que um dos princípios básicos do Treinamento Desportivo é o da Sobrecarga Progressiva, resultante da relação entre estímulo, adaptação e aumento da sobrecarga, provocada por um novo estímulo – segundo J. Weineck.

Não me canso de mencionar aos meus alunos este princípio, tão importante para o controle da periodização, desde o início do ano, preservando a saúde, a qualidade de vida e a performance no esporte, no caso, a corrida de rua.

Hoje fiz meu segundo treino mais longo do ano de 2012. Após retornar aos treinos na semana passada, hoje fiz um Treino Contínuo, ou seja, com velocidade e ritmo contínuos, com característica de um Treino Longo, que é um tipo de treino que se assemelha, em quilometragem, às provas das quais participo, acima de 10km.

Treinei no Parque de Águas Claras, local cheio de subidas e descidas, que exige muito do iniciante e do “retornante” (kkkk). No total, foram 9,3km debaixo de muito calor e sol. Abaixo, segue o percurso que “rodei” e convido todos vocês para dividirem o asfalto comigo, todos os domingos, a partir das 17h no local.